quinta-feira, 23 de maio de 2013

Review de Maio: MC Sexy



Pin-up
Não é que as musas do calendário Sirena deram as caras novamente na seção Pin-up? Foram escolhidas três garotas que estampam o calendário da casa noturna em 2013, em primeiro temos a morena Rafaela Machado de 22 anos, depois a loira Renata Freitas de 28 anos que é repórter do TV Fama e finalmente a outra morena, Juliete di Pieri de 21 anos.
Não precisamos falar que qualquer uma delas poderia estampar a capa de Maio, sozinhas, em dupla ou em trio, mas ai é pedir demais, então temos que aturar a bomba desse mês...
Falando em trio, não temos costume de falar sobre as pimentinhas, pois futuramente acabam aparecendo no recheio ou em outra seção da revista, mas esse mês não poderíamos deixar em branco, as embaixadoras do movimento #encapados, Mariana, Tamires e Natalie deram as caras na seção dessa vez, #encapados foi uma ação que a Sexy realizou nas redes sociais para promover o “jabá” do patrocinador e saíram pela noite paulistana distribuindo camisinhas e contaram até com Eva Andressa, uma sacada de gênio, e as promotoras do “jabá” finalmente deram as caras na edição.
Falar que poderiam ter estampado a capa de Maio é pleonasmo já heim?
Capa
Uma palavra define o mês de Maio para nós, desanimo, a capa foi um dos principais motivos... O background cinza com preto da um visual muito bacana a capa, a logo e diagramação branca deixam tudo rápido e simples de se ler, o champanhe usado também na diagramação de um toque elegante a capa, mas o resto parece um pesadelo...
A pose de Karyn Alvys mais conhecida como MC Sexy ficou péssima, sombreamento bizarro na logo, o tratamento de imagem mais uma vez pesadíssimo (o que ficou parecendo a barriga da moça?) e a cereja do bolo, os “coraçõezinhos” tampando os mamilos, parece que não pensaram na capa na hora das fotos, tudo muito artificial, feio e sem graça. Uma das piores capas da “nova Sexy”.
Ensaio
Não temos nada contra as mulheres mais desconhecidas, desde que sejam lindas e mantenham o padrão que a revista vem apresentando durante os últimos anos, nunca havíamos ouvido falar na MC Sexy, o Funk anda mais forte do que nunca no Brasil, mas só isso basta para colocar uma funkeira do nada na capa? Na época das mulheres-fruta até entendíamos as escolhas, Moranguinho e Melancia fizeram bonito na revista com seus ensaios e eram nacionalmente conhecidas aparecendo com frequência na mídia, o que nos deixou na duvida, será mesmo que a MC Sexy foi contratada diretamente para uma capa? Será que foi um recheio que virou capa na ultima hora? Compraram ou deram de presente essa capa? Muitas perguntas e sugestões, mas o que está feito, está feito.
Karyn foi clicada em um estúdio por Marco Máximo, conhecido fotografo dos recheios da publicação, o ensaio lembra muitos aspectos da nossa querida Premium e de ensaios de recheio, principalmente pela simplicidade só que dessa vez sem muita ousadia, apenas quatro fotos de nu frontal e uma delas sendo bem “miguelada”, outras fotos com muitos caras e bocas, insinuações, sombras e principalmente sem aquelas fotos matadoras que tanto gostamos, o tratamento de imagem mais uma vez foi forte, ainda bem que não chegou a ficar bizarro como o de Ísis Gomes.
A funkeira paulista aparece bonita em algumas fotos, seu corpo é inegavelmente surpreendente, uma das mais gostosas do ano e sua condição nos impressionou, são 33 anos e quatro filhos no meio da historia. O ensaio acontece em um estúdio como citado anteriormente, temos dois ambientes, no primeiro a MC aparece de cabelos soltos no meio de algumas caixas de som e equipamentos de iluminação, alguns adornos são usados e até um microfone personalizado, poses mais simples tentando mais esconder do que mostrar, continuando no estúdio, Karyn começa a interagir com um carro, agora com o cabelo preso (rabo de cavalo) usando um maiô escuro transparente, não é preciso falar o que não estava tão explicito ficou ainda mais escondido.
Não adianta, não engolimos essa capa de Maio, as fotos digitais são um pouco melhores, mas com um aspecto ainda mais artificial, o making-of é fraquinho, parece àqueles vídeos da Sexy que passavam no Otávio Mesquita.
Recheios
No começo do review dissemos que não temos uma analise para as pimentinhas nos, pois uma hora ou outra elas dão as caras em outras seções da revista, esse mês foi assim, Amanda Nara já havia aparecido na seção pimentinhas ainda esse ano, e não é que usaram as mesmas fotos?
Só que dessa vez com a ninfeta completamente nua. Amanda é uma graça, linda, gostosa e provocante, o ensaio clicado por Lucca Filho é simples com algumas fotos boas (a coisa melhora nas digitais).
A ultima gata a se despir na revista é Jane Ferreira, agora temos uma loira para cota mensal, Jane foi clicada por Nelson Miranda em um quarto, algumas fotos vem com um efeito que fica entre a dessaturação e o sépia, as outras fotos são coloridas, mas com muitas sombras, o ensaio é bom nas digitais, na edição impressa ele é muito curto com poucas fotos boas, o tratamento de imagem ficou no limite entre o ruim e o aceitável, acreditamos que a loira gostosona não precisava de tanto.
Considerações Finais
Acredito que ficou bem claro o nosso desgosto pela edição de Maio, não gostamos de fazer as coisas de má vontade, só que queremos esquecer essa edição, mas nem tudo está perdido, editorialmente a edição está maravilhosa, a matéria sobre masturbação é informativa com um toque de humor muito bacana, o deputado sensacionalista Wagner Montes apesar de previsível, conquista a atenção até a ultima frase da entrevista, a Sexy fez a lição de casa direitinho no quesito, estão de parabéns, uma pena a capa ter ficado tão ruim e a estrela do mês não ter muito destaque, batemos mais uma vez na tecla do tratamento de imagem que anda desagradando a maioria dos leitores nas ultimas edições, quem avisa amigo é...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...